Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ascendência (os passos do futuro-além)

E quando nada lhe agrada?
O que sobra?
Você se fecha do mundo… sozinho…
Aclama o Santo Nome do Caído
E seu último grito?
Ficar perdido e novamente sozinho?
Agora até perdes os sentidos,
E nem fora capaz de ver aquele único braço amigo que lhe fora estendido…
Fechou-se em seu oco casco para precaver-se do pecado…

Pena, meu amado anjo,
Pois cometes o maio dos pecados não amando…
E agora que me lanço a ti nesse perdido escuro?
Não alcanço o suave som de suas asas batendo em revoada…
Somente essa treva fúnebre a minha frente…
– sinto-me só –

Abra tuas asas, Sagrado Anjo!
Empunhe vossa Espada Iluminada, e rompa essa redoma de medo e receio que o envolve…
Revele a mim, o vosso mais puro segredo…
Suba aos Céus e volte a mim com toda tua Glória,
Livrai-me, ô Sagrado!
Leve-me ao teu lado e ensine-me vossa luta,
Almejo minha vida a tua, uma Vida única…
Agora te cale meu anjo, abrace-me forte e apenas voe…
Voe sem medo para nosso futuro-incerto…
Angelus Rafael
Enviado por Angelus Rafael em 09/12/2007
Código do texto: T770669

Comentários

Sobre o autor
Angelus Rafael
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 32 anos
13 textos (400 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/03/21 13:01)
Angelus Rafael