Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM MAR DE ÁGUA ESCURA

EIS QUE ME AFOGO
NESSE MAR DE ÁGUA ESCURA
E SOB AS ONDAS DA AMARGURA
EU ENCERRO MEU VIVER
POIS VIVI SEM SER AMADO
TRISTE,FRACO,ESGOTADO
EXAURIDO DE SOFRER

EIS QUE SE APAGAM
AS MEMÓRIAS DESTA VIDA
E EM PÁGINAS NÃO LIDAS
EU NÃO HEI MAIS DE ESCREVER
POIS SECOU-SE A VIDA EM MIM
MINHA FÉ CHEGOU AO FIM
E NÃO HÁ MAIS DEUS PRA CRER

EIS QUE SE ARREBENTA
NO MEU PEITO FORTE LAÇO
QUE ME ATA AO CANSAÇO
E AO TÉDIO DE VIVER
NENHUM GOZO, NEM VENTURA
ME ACOMPANHA À SEPULTURA
NEM A FLOR DO ENTARDECER


fabiano muniz
Enviado por fabiano muniz em 21/12/2005
Código do texto: T89014
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
fabiano muniz
Santos - São Paulo - Brasil, 42 anos
44 textos (7524 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 11:24)
fabiano muniz