Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema tranqüilo

            Edson Gonçalves Ferreira

Minha casa pequena grita santidade
Custou duas vidas ardentes
Embora não seja de Nazaré
Será que Sant´Ana fez gosto
O casamento de Maria e José
Estigma de mãe solteira ainda assola
E depois a ventura asseada no aconchego do lar carpinteiro.
Eu tive..
Dá gosto de olhar os quadros na sala
Na parde, o retrato Deles e dos meus
Uma baita e deliciosa harmonia
José viril ensinando Jesus a carpintar e Maria tecendo
e muita flor, uma trepadeira nas colunas
e longe, um passarinho pousado num mourão.
Parece cheirar a pintura.
Tem tanta humanidade que não posso
Imaginar Maria sem beijos de José
Jesus sem os beijos e abraços de seus pais
A saudável adolescência do Menino entre
Entre as descobertas da natureza.
Fico pensando, pensando...
Eu tive um pai carpinteiro
e senti os perfumes das madeiras...
Eu tive uma mãe amorosa
e sinto o seu carinho sobre os meus ombros.
Ela ainda não me viu pregado numa cruz,
mas muito mais, porque eu já passei dos trinta e três
e não sou tão predestinado!


do livro "Rasgando os véus", lançado em 1985, com registros autorais tanto na Biblioteca Nacional como na Library of Congress The United States of America
edson gonçalves ferreira
Enviado por edson gonçalves ferreira em 14/06/2009
Reeditado em 14/06/2009
Código do texto: T1648345
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
edson gonçalves ferreira
Divinópolis - Minas Gerais - Brasil
1160 textos (146529 leituras)
141 áudios (49971 audições)
5 e-livros (709 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/20 23:50)
edson gonçalves ferreira