Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Viagem astral

Enquanto em seu leito o corpo descansa
O espírito se liberta e viaja pelo astral
Do roteiro nem sempre há lembrança
Mas sabemos que a matéria carnal
Por instantes foi o que deveria ser: matéria.

Nestas viagens busca o espírito a evolução
Para si e para quem lhe dá física existência
Pretende assim que aos poucos a compreensão
Chegue a quem falta vontade e paciência
De aceitar a vida como caminho pronto a traçar.

A viagem algumas vezes é cansativa e dolorosa
Pois no caminho deixamos farpas a serem aparadas
E há farpas que em uma física vida enganosa
Não podem ser devida e satisfatoriamente cortadas
Conduzidos somos, pois, ao passado imemoriável.

Outras tantas vezes, como a brisa ao entardecer,
A viagem é suave, amena e renova-nos a energia
De que tanto necessitamos para continuar a viver
Neste plano onde queremos apenas alegria
E nos esquecemos de que há pedras e espinhos.

Ainda está longe do nosso intelecto, entretanto,
Entender que nossa viagem física é só uma pausa
Na infinita viagem do espírito que nem só acalanto
Pretende e assim um grande estranhamento causa
A quem se entrega ao materialismo da vida terrena.

Cícero – 31-05-2013
Cícero Carlos Lopes
Enviado por Cícero Carlos Lopes em 31/05/2013
Código do texto: T4319117
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cícero Carlos Lopes
Ferraz de Vasconcelos - São Paulo - Brasil, 43 anos
374 textos (6594 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/19 04:24)
Cícero Carlos Lopes