Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CÉU AZUL

Estava tudo calmo no oceano.
E então foi se fechando o tempo, lento...
Nuvens escuras, raios (que momento),
E ainda: ondas gigantes, mar insano...

E eu, sozinho, em meu barco, desgarrado,
fui navegando nas revoltas águas.
E a natureza a liberar suas mágoas...
E Deus, de Jonas, a bradar, irado.

Dizem que Deus, em sua onisciência,
é sempre bom, é justo, é sempre amigo.
Mas, vez por outra, perde a paciência:
Acho que agora Ele a perdeu comigo...

Por que? Sei que motivos tem de sobra,
com a humanidade inteira...eu somente?
(E enquanto penso, faço uma manobra).
Navego e vou. Canso, meu corpo sente...

Relaxo, e então faço uma prece viva...
Não mais questiono...me entrego...adormeço...
Sonho, deliro, viajo ao léu, me esqueço...
E no oceano, a minha nau deriva...

Raios? Trovões?...e eu a dormir sonhando...
Voltou meu barco ao porto firme, ao sul...
Quando me acordo, vejo o sol brilhando,
a natureza calma, o céu azul...

Andrade Sucupira Filho
19/07/05 - 00h:19m
Andrade Sucupira Filho
Enviado por Andrade Sucupira Filho em 16/09/2007
Reeditado em 24/02/2012
Código do texto: T654633
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Andrade Sucupira Filho
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 63 anos
29 textos (2004 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 04:49)
Andrade Sucupira Filho