Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O discurso da poesia

Preste muita atenção,
pois costumo falar baixo
vim desobstruir ouvidos
e dar brilho aos olhos cansados.

Para me conhecer,
Sugiro que ponha a mente de lado.
E convoque o coração
como seu melhor aliado.

Sou uma ponte que liga
o profano com o sagrado
me chamam de poesia
de poema, de versos rimados.

Enganam-se aqueles que buscam
em mim, mera distração.
Pois se sou poesia de fato.
Sou também transformação.

Ingenuo também os letrados
que me fazem entretenimento.
Desconhecem a força das Musas
Dou ao cego o discernimento.

Disponível a todas as almas,
Sobretudo as mais despertas
Sou oferenda dos deuses
nos lábios de seus poetas.
Atma Jordao
Enviado por Atma Jordao em 12/09/2019
Código do texto: T6743380
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Atma Jordao
Santos - São Paulo - Brasil, 40 anos
12 textos (164 leituras)
2 áudios (24 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/19 08:54)
Atma Jordao