Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

JUVENÍLIA



Viemos de longe, e para nada
Estivemos sempre prontos
e a alma é armada

Juramos que não, só matamos pelo bem

E assim é que eu errei
E assim é que desfrutam das joias
Antes guardadas
Antes conquistas

E o poeta só teme o que contradiz
A certeza do número 7

E o poeta só esbarra no opróbio dos arranhões

A cicatriz antes do corte
O fim do jogo antes da corte
O que é falta de ilação
É a pausa que ensina mais uma lição

Só me esbarrei em promessas
Porque a bromélia está em minhas mãos
Se meu rosto assusta, pois meu suor é vermelho
Não se espantem, a vida é algo que nos ensina a calar

Ou se aprende a calar
Ou se aprende sorrisos

Quem cala consente
Quem sorri, já não está mais aqui


Leonardo Daniel
13/12/2013
Camuflagem
Leonardo Daniel
Enviado por Leonardo Daniel em 13/07/2020
Código do texto: T7004880
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Leonardo Daniel
Inhumas - Goiás - Brasil, 41 anos
643 textos (4711 leituras)
3 e-livros (32 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/08/20 18:29)
Leonardo Daniel

Site do Escritor