Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema Nº 11

Na solidão do recanto talvez no campo,
Pensativo na tarde, em sol quente,
Em que na altura o contingente,
Talvez numa época recente,
Partiu na tarde, em que já não era sol quente,
O vento soprava, baixinho,
Onde a tarde caiu,
E a noite apareceu,
Solitária como em outras, noites
Onde o pensamento,
Esta sempre presente,
No sol e na lua,
No dia e na noite,
No abrir e no, reabrir de uma página,
No abrir e fechar de olhos,
Adormeci.

Direitos Reservados a Nuno Duro
Nuno Duro
Enviado por Nuno Duro em 16/11/2007
Código do texto: T739914

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nuno Duro
Portugal, 30 anos
3 textos (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 02:24)
Nuno Duro