Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma nova prece

Pai:
Rogo a Tua santa benção a todos nós
Peço-Te de coração aberto mais luz ao mundo
Esse nosso espaço que anda tão renegado pelo homem
Prostrado diante de tanta dor e de tanta desilusão

Peço-Te Pai:
Que esta minha prece que é Tua, se espalhe por todos os recantos
E que siga sem julgar aos irmãos que talvez não a ouçam
Que abençoe aos que se entremeiam pelas dificuldades benditas
Buscando a sobrevivência do corpo, mas esquecendo do espírito

Pai:
Eu Te peço que possamos todos entender os Teus benditos desígnios
Que tenhamos no coração a fé rediviva pelo olhar do Nazareno
E que possamos ouvir a Tua doce voz que desabrocha pela vida
Que se regozija com o crescimento de cada ser em si mesmo

Doce Pai:
Que essa prece seja o Teu santo medicamento para curar as dores
E que possa acorrer aos hospitais, aos lugares mais longínquos,
Prá socorrer aos enfermos do espírito como este que ora Te pede
Prá que seja o bálsamo que refrigera os grilhões da consciência

Senhor:
Que o Teu olhar misericordioso se estenda para além das fronteiras
E toque a cada coração, mesmo o daqueles que ainda não Te aceitam,
Prá que as suas dores sejam em Teu santo nome reconfortadas
E prá que se devolva aos seres esquecidos de Ti, o amor, o Teu amor.

Meu Pai:
Elevo-Te esta nova prece também prá Te pedir perdão
Rogando a Tua santa compaixão aos que sofrem na seara da dor
Aos que insistem em praticar atos ainda tão infelizes
Prá que recuperem a sua consciência, eis que ainda há tempo...

Pai:
Conforta também as mães que sofrem pela desilusão do cárcere filial
Sacia a fome dos que até agora ainda não tiveram uma côdea de pão
Alivia as chagas daqueles que vivem esquecidos nas sarjetas da vida
Dá de beber oh! Pai, aos que têm sede de um pouco de paz...

Senhor:
Eu Te peço que todos conquistem a consciência verdadeira da alma,
Aquela que chama o Teu nome em cada diminuto segundo do tempo
E que nos mostra o quanto é vã a idéia de que algo podemos só,
Sem que a Tua permissão Divina nos autorize, nos assinale.

Pai:
Que esta oração entoada em Teu nome de afeto e bondade
Possa despertar por onde passar a Tua sabedoria e o Teu amor
Prá que nós possamos compreender o verdadeiro sentido de se viver
Prá que possamos correr ao Teu colo e Te chamar sempre, meu Pai!

Que assim seja.


Serratine.

Ilha, 03.XII.2007.


Dedico esta prece a todos com o desejo de muita paz...

(Obra protegida pela Lei 9.610/98)
Serratine
Enviado por Serratine em 06/12/2007
Código do texto: T767436
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Serratine
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 44 anos
21 textos (671 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 04:50)