Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VENTOS DE AGOSTO

Diz a minha querida mãe:
O mês de agosto é mês de ventania;
é o mês que seu avô morreu
e também do cachorro louco.
Mas agora quero esquecer do vovô,
que não o conheci;
e do que foi louco,
que não tomou a antirrábica.
Agora quero me lembrar só do Vento...
Lembrar o que de bom ele traz
e de mau ele leva.
Quero compará-lo com o Tempo
O Vento e o Tempo com suas asas
transportam poeiras, levam contratempos.
Quero comparar
o Tempo com Anestesia,
porque eles têm poderes para atenuar a dor.
Agora quero comparar
a Anestesia com o Sono,
pois a hora que os efeitos deles passarem,
ali estará um homem curado e restaurado.
É isso que aguardo... Por um renovo!
E em pé com a fé poder vencer
​​​​​​os enfileirados de dias e suas armadilhas;
vencendo minha carne e sua corrupção
e passando por cima dos medos e infortúnios.
Para que no último dia saia ileso
E da parte do Grande Deus
receber a vitória,
que Cristo já galgou na cruz,
que é a minha salvação.
JESE FERREIRA poesias
Enviado por JESE FERREIRA poesias em 06/08/2019
Código do texto: T6713480
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria do poeta brasileiro cristão Jese Ferreira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JESE FERREIRA poesias
Bebedouro - São Paulo - Brasil, 38 anos
164 textos (6052 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/19 09:22)
JESE FERREIRA poesias