Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Apenas um Grão de Areia

Senhor, muitos me deixam confuso
Sabe,  aqueles que se dizem pregadores
Arvoram-se até em Seus procuradores
Somente de Suas palavras fazem uso.

Tentaram convencer-me que sou nada
Igual  ou menos que um grão de areia no deserto
Pra não perder Seu amor e andar sempre certo
Fazem-me pagar pra chegar em Sua morada.

Desculpe-me Senhor, se eu sou tapado
Sem compreendê-Lo. Eu explico, veja
Por que tenho que pagar para ir a igreja
Pra pastor andar em carro importado?

Por que falam tanto que eu O magôo
Que peco, que promovo um levante.
Se eu sou pequeno, insignificante
Essa pregação me dá até enjôo.

Se sou apenas um grão de areia numa praia
E o Senhor é maior que o universo
Posso pedir-Lhe uma coisa nestes versos:
O Senhor não é dono do amor que nunca falha?

Quem é Senhor, meu Deus, afinal
Que permite que homens  falem de sua ira
Como se o Senhor sempre tivesse na mira
Filhos Seus que nem sabem o que é o mal?

Desculpe-me mas isso não pode estar certo
Quero crer que o Senhor seja só justiça
Por que só os que vão à igreja ou a missa
Deixam de ser um grão de areia no deserto?

Não acredito, acho que nem se importa
Com aqueles que não crêem no Senhor
Contanto que acreditem no amor
Para ninguém o Senhor fechará a porta.
Luiz Lauschner
Enviado por Luiz Lauschner em 08/11/2007
Código do texto: T728046
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luiz Lauschner
Manaus - Amazonas - Brasil, 65 anos
467 textos (101476 leituras)
1 e-livros (88 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 01:40)
Luiz Lauschner