Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Seu Plácido

Velho Plácido, o que contemplas?
A placidez longínqua e ancestral
Do açude da Baixa Verde?
A cor morena da terra
O cheiro acremorno
Das mulatas trigueiras
O sabor das frutas maduras
Caindo dos pés?
Os pássaros, Seu Passo?
As arapucas, os fojos
As ribeiras, os córregos.
As almas, as histórias
Contadas à noitinha
À luz do lampião de querosene
Os causos de trancoso, as botijas?
Passos do passado, plácido passo.
Eras um menino vivendo
Em um corpo senescente.
Tua ingênua razão
Tua índole inocente
Transmitiam o saber caboclo
Da cultura primal dos bugres
E dos colonizadores.
Tu passavas pela vida
E a vida passava por ti.
Caçador de sonhos.
Velho passarinho
Da serra de Luiz Gomes
Preso, afinal
Pela fatal armadilha
Da existência!
Edmar Claudio
Enviado por Edmar Claudio em 04/06/2008
Reeditado em 04/06/2008
Código do texto: T1019794
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edmar Claudio
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil
217 textos (27701 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/19 13:13)
Edmar Claudio