Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E agora Slayker? Slayker, E agora?

Certas coisas não merecem atenção. Uma delas é você!
Se desse valor ao que lhe propus antes mesmo de ter partido,
viria ao menos se despedir.
O coração se foi, o silêncio chegou, o amor acabou.
E agora Slayker?

A lágrima desceu, o espírito também.
Acabou a lenha da fogueira.
As folhas caíram, tudo definhou, o que era desabrochado, murchou.
E agora Slayker? Slayker e agora?

A noitada, perdeu!
O coração não bateu, o inverno envelheceu.
E agora Slayker, Slayker e agora?

A amizade partiu, rachou pro além.
O que era pra ser leal, foi falso também.
Não se importou, mas muito bem,
Se comporta como animal, agindo pro seu bem?
E agora Slayker? Slayker Tudo bem?

A menina se foi, a beleza também.
O silêncio levou-a, levou-a, meu bem!

"Inspirado em poesia de"

Carlos Drummond de Andrade
E Agora José!

Por: Slayker Cortês.


 www.slayker.blogspot.com
 (msn) slaykercortes@hotmail.com
                                  @slaykercortes
Slayker Cortês
Enviado por Slayker Cortês em 15/01/2012
Código do texto: T3442322

Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Slayker Cortês
Fortaleza - Ceará - Brasil, 25 anos
612 textos (14216 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 16:57)
Slayker Cortês