Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OS SEIOS


Eram lindos aqueles seios grandes
Intumescidos de leite materno
Que se mostravam e se ofereciam
Naquele ato de mamar. Eterno.

E eu ali, petrificado, olhando
Queria tanto, me chegar, bem perto
Talvez tocar, sentir, saborear 
Pois um desejo me tomava, é certo.

E ela percebia todo o meu desejo
E malvadamente muito mais mostrava
Com meu olhar sobre os seus seios
Ela gostosamente se deliciava.

Mas eu ainda era só um menino
Que da vida, tudo, não sabia nada
Mas ela esperta ia pouco a pouco
Me mostrando o caminho da estrada.

E toda vez que eu a devorava
Disfarçadamente ela mostrava tudo
E eu, menino, só a contemplava
Gostosamente, no meu canto. Mudo.

Ibiaporã. Era meio dia
E se repetia aquele ato. Insano
Pois aqueles seios me inebriavam
Era Orlanda me ensinando tudo.
Agamenon Almeida
Enviado por Agamenon Almeida em 28/01/2007
Reeditado em 25/07/2007
Código do texto: T361325

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Agamenon Almeida
Salvador - Bahia - Brasil, 68 anos
169 textos (23038 leituras)
4 e-livros (869 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/20 00:23)
Agamenon Almeida

Site do Escritor