Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ladrão Antigo

Era irmão da meia noite
e vinha, em tênue lufada de vento
no mais absoluto, do absoluto silêncio.

Diziam até, que sabia de infusões
e que trazia consigo
vapores soníferos.

Vinha, subtraia e ia
em asa de coruja,
até que no outro dia,
alguém encontrava uma janela entreaberta
uma porta escancarada.

Os ladrões de hoje em dia,
não satisfeitos em subtrair
humilham, espancam, estupram, matam.

Que saudade do ladrão antigo.
Raimundo Nonato
Enviado por Raimundo Nonato em 18/08/2007
Código do texto: T612521


Comentários

Sobre o autor
Raimundo Nonato
Teresina - Piauí - Brasil
257 textos (59833 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/05/21 06:10)