Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

* DE QUE ADIANTA RECORDAR *


De que adianta recordar
Aquela paixão que me fez perder a razão...
Dos beijos molhados...
Dos carinhos trocados...
E toda aquela adoração.
De que adianta recordar
Se sou passado, já fui esquecida, pisada....
Sei que meu amor hoje é recusado
Por outra fui trocada
Meus sonhos foram roubados...
Nossa casinha a beira mar foi esquecida...
Onde seria o nosso lar, o nosso ninho...
De que adianta recordar
As loucuras que fizemos,
Os nossos corpos suados.
Nossos desejos aguçados
Latejando,
Como loucos querendo ser amados.
Não!
Não vou mais recordar.
Não quero mais lembrar.
Preciso esquecer que um dia te conheci
Que um dia te amei,
De corpo e alma me entreguei
E sozinha fiquei...
Não!....Não vou mais te procurar
Muito menos te aborrecer
Prometo não mais te escrever
Muito menos te pertubar....
Vou tentar viver,
Mas não prometo te esquecer
E se um dia disserem que te esqueci,
Acredite, se consegui te esquecer
Nesse dia então morri.
   
 

 
   
 
Catarina
Enviado por Catarina em 24/08/2007
Código do texto: T621696

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Catarina
São Paulo - São Paulo - Brasil, 63 anos
175 textos (9730 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 13:17)
Catarina