Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eu

Chamam-me de criança
Com o desprezo devotado
A quem nada sabe
E não se responsabiliza por nada.

Chamam-me de
Aborrecente
Com o desprezo
Devotado
A quem tudo contesta
E nenhuma posição
Assume, se não a Contra.

Chamam-me de chato
Com o desprezo devotado
A quem tudo veta
Dos sonhos de criança,
à experiência dos idosos.

Mas sou

A criança que sonha
Erra, acerta e sempre aprende
Por estar enamorada com o mundo
O novo, a descoberta
A tentativa.

O jovem que vê o mundo
e o experimenta
ousa, contesta
testa, e retoma
trangride e forma
a nossa cultura.

Sou um adulto
Maduro e trabalhador
Que com a força do labor
Mantém a economia
E faz os sonhos se tornar realidade

E sou o ansião
Um pouco de cada um
Melhorado
Pela experiência
Paulo Marques
Enviado por Paulo Marques em 31/08/2007
Código do texto: T632214
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Marques
Goiânia - Goiás - Brasil, 35 anos
50 textos (20332 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 19:20)
Paulo Marques