Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Memórias na lama

Nasci ali,
na encosta da pedreira,
nos fundos da fazenda do sô Zé.
Vim ao mundo
pelas mãos de uma parteira.
O tempo voa...
Não demorou muito
e eu já estava "de pé",
correndo pra todo lado,
brincando feliz
na plantação de café.

Sabe aquela inscrição,
no tronco da mangueira,
ao lado do coreto,
na pracinha do povoado,
com as nossas iniciais
gravadas em um coração,
pra gente se lembrar
do primeiro encontro
e da tamanha emoção!?

E aquele banquinho,
em que nos sentamos
sob a roseira florida,
juntos pela primeira vez,
falando sobre sonhos,
sobre a sua
e a minha vida!?

Naquela grama,
forrada com uma toalha,
fizemos um piquenique,
e era tarde de domingo.
À sombra de uma árvore,
chamada "Noivinha",
deitei-me e, atrevidamente,
recostei minha cabeça
ao seu colo...

Furtei-lhe um beijo,
e ali tudo começou.
Anos se passaram
e a nossa história
ainda não acabou.

Casamo-nos,
e deixamos de ser só dois...
Um filhinho você gerou.
Primeiro, balbuceou "papá";
"mamã", só disse depois.

Você se lembra
quando ele começou a andar,
e onde foi que ele deu
o primeiro passinho!?
Foi no alpendre
da nossa casinha,
quando viu passar o "Leco",
nosso coelhinho.
Ele queria pegá-lo
para brincar.
Eu risquei a data
lá na parede e
nunca apaguei.

Logo que cresceu,
estudou e começou
a trabalhar o nosso menino.

Não me canso
de lembrar dessas coisas!
Ah, vale muito a pena lembrar...
Ah, vale a pena rememorar...
Ah, vale...

Ah, Vale, cadê a mangueira!?
...cadê as iniciais!?
...cadê o coração gravado!?
...cadê o coreto!?
...cadê a pracinha!?
...cadê o povoado!?
...cadê o banquinho!?
...cadê a roseira florida!?
...cadê a grama!?
...cadê a "Noivinha"!?
...cadê o alpendre!?
...cadê a casinha!?
Ah, Vale, cadê o nosso menino!?
Sempre Feliz
Enviado por Sempre Feliz em 31/01/2019
Reeditado em 03/02/2019
Código do texto: T6564137
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Sempre Feliz). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sempre Feliz
Contagem - Minas Gerais - Brasil, 54 anos
698 textos (23981 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/19 02:16)
Sempre Feliz