Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Canção de Amor Eterno

A tarde desceu sombria,
Mascarada e fria,
Num triste dia de outono,
Naquele mês perdido,
Em terras de primavera.
Com seu vestido branco,
Bordado de melancolias,
Apagando as alegrias,
Desta tua canção eterna.
Lagrimas fugidias no horizonte,
Fazem-se estreles no céu,
No manto negro,
Desenhado em véu,
Num escuro funesto,
Cobrindo seus olhos,
Que tua ausência despinta.
Nossos corações desesperados,
Vão disseminando as nossas vidas,
Vai se apagando a aquarela,
Na parede estendida,
Talvez o anjo,
Tornou-se princesa,
Nalguma monarquia perdida.
J B Ziegler
Enviado por J B Ziegler em 13/10/2007
Código do texto: T693286
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
J B Ziegler
Gravataí - Rio Grande do Sul - Brasil, 37 anos
217 textos (42470 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 01:02)
J B Ziegler