Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cheiro de Terra Molhada


Olha já nem sei quando passou a primavera
Mas me lembro das flores que enfeitavam as  sacadas
E  trepadeiras  nas  janelas
Os canteiros diziam bom dia ao dia
Como tinha de ser!
E, quando era fevereiro, sempre havia  batucada,
As crianças corriam nas ruas, quase nuas,
Depois que a chuva forte batia no chão.
Subia aquele cheiro bom de terra molhada...
E era tão bom olhar pro céu e cegar com os pingos d’água!
Vovó chamava do alpendre: menino, vais resfriar!
Depois a meninada corria atrás de tanajura!
Era aquela alegria igual passarinho em bando
Gorjeio de felicidade é bonito
A gente se alegra e nem vê!
No domingo todo mundo se punha bonito
Para vê Deus em dia de missa!
Quando tinha casamento em  família
Era um alvoroço só!
Fazer panelão de comida
Estender os colchões ao sol
Namoro de primo, que bom!
Todo mundo finge que não vê
À noite ia pela madrugada
Botando a conversa em dia
Ninguém pensava em TV
Blog, site ou pc!


www.joselmavasconcelos.blogspot.com

Joselma de Vasconcelos Mendes
Enviado por Joselma de Vasconcelos Mendes em 06/12/2007
Código do texto: T767630
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Joselma de Vasconcelos Mendes
Serra - Espírito Santo - Brasil, 58 anos
404 textos (22127 leituras)
7 áudios (779 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 17:16)
Joselma de Vasconcelos Mendes