Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao Fim

Todas as armas,
foram sacadas,
e estão apontadas,
para a minha cabeça,
o alvo é invisivel,
a minha alma.
Estou sendo assaltada,
de mão armada,
a queima roupa,
querem abrir meu peito,
roubar meu coração.
Estou perdida,
no meio dessa guerra,
desarmada,
com a blusa aberta,
encarando no front,
com os olhos fechados,
braços abertos,
esperando o próximo tiro.
Ouço gritos,
e meu corpo caindo,
o chão se abrindo,
me engolindo.
Despencando pelo infinito,
nesse buraco negro,
nunca chega ao fim,
nunca chego ao fim.
Claudia Rayzer
Enviado por Claudia Rayzer em 19/09/2005
Código do texto: T51969


Comentários

Sobre a autora
Claudia Rayzer
São Vicente - São Paulo - Brasil, 35 anos
139 textos (6944 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/06/20 17:25)
Claudia Rayzer