Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UTOPIA


UTOPIA
                                 
Era o reino da moça mais bonita,
Sereia que o mago escondeu;
Muito alem das estrelas escarlates,
Muito alem do insano mar Egeu.

É de lá que espio o infinito,
Na esperança de assim poder retê-la;
No espaço deste abismo amplo e aflito,
Mais aflito que você, minha linda estrela.

O meu reino perdeu a alegria,
Desde o dia em que você amor, partiu,
Sou sozinho e vivo tão sozinho,
Minha alma se fechou, não mais sorriu.

Quem sou eu se não tenho seu sorriso?
Quem me dera se eu fosse um voador;
Cavalo alado pra alcançar a primavera,
A fragrância imortal do nosso amor.

Assim seria nosso infinito,
Este céu de encantos que eu preciso;
Para pintar em teus olhos tão bonitos,
A paisagem universal do paraíso.
                                       
*J.L.BORGES



Jorge Luis Borges
Enviado por Jorge Luis Borges em 12/02/2019
Código do texto: T6573292
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Luis Borges
Guaíba - Rio Grande do Sul - Brasil
269 textos (1660 leituras)
4 e-livros (53 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/07/19 16:56)
Jorge Luis Borges