Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O brilho opaco de uma alma morta

Um vento te trouxe pra cá
bem perto de meu córtex, medula, plexo solar,
o brilho opaco de uma alma morta, germina um estranho
nefando, imundo, traiçoeiro porém abençoado.

O jardim secreto é proibido aos prometidos
mas aqueles que não sabem nada nele entram livremente.
Oh demência sagrada! Aquela que os tolos chamam inocência,
as portas estão fechadas pra aqueles que conhecem o mecanismo da fechadura.

Agora é tempestade nã existe mais diferença,
o homem negro, a dama louca e minha pessoa
todos juntos não são um só, não! São nada, se anulam.
E vemos antes do amanhecer uma só estrela a que chamamos de Lúcifer.
Amém!
Wesley Rocio
Enviado por Wesley Rocio em 14/09/2019
Código do texto: T6744933
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wesley Rocio
Guarapari - Espírito Santo - Brasil, 39 anos
189 textos (3368 leituras)
13 áudios (390 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/10/19 15:49)
Wesley Rocio