Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SACIEDADE



Palmilhei cada centímetro
da rua, do céu, da vida.

Sem limitar-me ao sentido,
voei com asas genéricas...

Claro, em síntese, a libido
foi a mais alimentada.

Lobo acuado e perdido
achou caça à empreitada.

Por hora, o ser saciado,
descansa à sombra do IPÊ
dourado ao sol de OUTUBRO...

Dorme à mudez da razão
sem preocupação banal
na maior abstração.
ANA MARIA GAZZANEO
Enviado por ANA MARIA GAZZANEO em 15/10/2019
Reeditado em 15/10/2019
Código do texto: T6769972
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ANA MARIA GAZZANEO
Bragança Paulista - São Paulo - Brasil
1567 textos (40936 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/19 03:44)
ANA MARIA GAZZANEO