Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eu morri

Finalmente eu morri
Para alegria de alguns
Nunca fui de agradar todos,
Posso parecer sério, mas sou legal...

Minhas ex esposas devem estar felizes
Afinal eu morri com tudo que elas odiavam,
Mas sinto em disser que esse caixão,
É uma falta de vergonha...

Eu sempre fui sincero,
Meio devagar e boca suja,
Mas nunca enganei ninguém,
Tudo era para ser feliz...

Eu fiz muitas coisas
Eu estive em terras distantes
Eu ensinei meu filho a ser uma boa pessoa,
Eu caminhei no escuro, e ninguém viu...

Eu estive lá
Onde você ache que não existe,
Já me mandaram para o inferno,
E eu fui...

Mas não desejo isso para ninguém
A vida é estranha,
A morte muito mais,
Sempre escrevi sobre isso, mas minguem leu.

Eu estive no alto da montanha,
E vi os gigantes,
Mas quem dá importância para isso,
Tudo que falo parece mentira...

Em um dia como os outros
Meu coração resolveu parar,
Ele se aposentou
Deve ter se cansado da vida que levamos...

A dor foi até na alma,
Decidi não gritar por ajuda,
De forma alguma queria ver meus pais sofrendo...

Então como nos poemas que escrevo,
Eu morri,
Tudo era gótico e bem contado,
Efeitos de luz e sombra...

Aqui estou eu, morto.
Tudo parece normal
Me sinto livre de tudo,
Mas meus contos me chamam...

Eu estive lá
Para ver se era verdade,
Não me chame de maluco,
Sempre respeite as pessoas...

Tudo é tão irreal
Que devo escrever um poema
Tudo é igual,
Que devo apenas seguir em frente...

Eu estou livre
Mas para onde vou?
Não sou amigo de religiões,
Acho que estou na sala de espera...

Rindo com antigos amigos,
E meus familiares mortos  estão aqui,
Isso não é triste...

Vendo minha antiga vila de novo,
Vendo aquele povo que nunca viu o Sol
Vendo aquela garota de sorriso lindo,
Mais uma vez.

Me parece que não estou morto,
É apenas um outro começo...

cristiano siqueira
Enviado por cristiano siqueira em 18/10/2019
Código do texto: T6773133
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
cristiano siqueira
Indaiatuba - São Paulo - Brasil, 34 anos
163 textos (3407 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/11/19 01:10)
cristiano siqueira