Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saudades da placenta ou...

...meu primeiro lar ou, ainda,
monólogo de mãe ou, ainda mais,
uma imensa bola de neve


- Perdoe minha indiferença, meu bebê,
Mas quando olhares nos meus olhos
Você não a reconhecerá...

- Certamente não compreenderás uma palavra
Do que eu te disser (agora ou jamais),
E nem terás como pedir por um significado sequer...

- Tudo se transformará numa imensa bola de neve,
E tua mente já confusa,
Difusa em pensamentos que não existem,
Estará deixando para trás
A imaginação do mundo,
A (contra) concepção sua e dos outros,
A noção de apenas ser
Um feto desatento que, ao nascer,
Esqueceu seu coração lá dentro.

Dez de AbriL de MiL Novecentos e Setenta e Oito.
Teco Sodré
Enviado por Teco Sodré em 11/11/2005
Código do texto: T70189


Comentários

Sobre o autor
Teco Sodré
Salvador - Bahia - Brasil, 42 anos
316 textos (16633 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/11/20 11:12)
Teco Sodré