Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

XADREZ

Na poeira do chão arenoso
surge o tabuleiro riscado
na ponta do giz quadrado,
é o xadrez da vida,
vencer ou desistir da partida?
Jogue o jogo
entre fumaça e fogo
aspire, respire,
feito efeito da sativa
chama quente, ilusão que cativa!
No vento voam mensagens
 estratégia provocativa,
distorce, retorce imagens;
Silêncio na platéia!
Pensamento no ar,
E na contramão diagonal
vem o servil Bispo da ironia,
desajeitado na louca agonia,
agonia cafajeste,
quer porque quer
o amor da mulher,
Cinderela do agreste;
 De repente!
Corcoveia o grego Cavalo de Tróia,
No picadeiro, na arena só tramóia!
A vida é um xadrez
a verdade escancara de vez;
Lá na Torre do planalto o vulto ressurge,
volta, ataca, contrataca,
boneco de cordel
seduzido pelos beijos de mel;
E a Rainha muito louca, irada,
contra o tempo se insurge,
enerva-se, ruge,
cuspindo versos no livro do nada;
Xadrez obscuro,
lance movimentado no escuro,
defesa débil, vulnerável,
olho que não olha
chora lágrima que não molha;
Fim de jogo então,
cheque não mate ...
O brilho ofuscou,
a luz não reluziu,
a mão não rebuscou,
não conduziu,
assim vaticinou o escrito do poeta orate:
Fim de rinha
 pranto sem choro, desconsolo sem colo,
o Rei sem Rainha,
as vozes do além em festa
cantam em coro a canção,
e o  Peão faz o solo, sempre solo ...
Fim de reinado, fim de relação.
..............................................................................
 “Feliz do mortal que sai impune
frente alguém que se julga imune.”

05/09/07                                                                                   ANDRADE JORGE
ANDRADE JORGE
Enviado por ANDRADE JORGE em 30/10/2007
Reeditado em 30/07/2009
Código do texto: T716475

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ANDRADE JORGE
Jundiaí - São Paulo - Brasil
1066 textos (92498 leituras)
27 áudios (1864 audições)
2 e-livros (330 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 09:09)
ANDRADE JORGE