Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AH,SE PUDESSE SER ASSIM

AH, SE PUDESSE SER ASSIM

Ah,se pudesse ser assim
Sem tijolos, tão perto de mim
Sem rosas murchas de sofreguidão
Sem aves de rapina a tecer vôos
Covardes no meio da escuridão

Sem  o sol abrupto
Que cega o andante desatento
De Inconstante de ânsia
No caminho de escarpas
Sinuosas e feriveis do desalento

Se eu estivesse assim seria
Como o cego que vê
Somente o que toca
Como se visse tv
Num quarto sem porta

Seria um demente que antes de tudo
Teria um surto unÍssone
De descoberta do que é real
Saberia que não posso ser mito
No dia-dia do que nos é fatal
De outra forma, o que falo, minto...
Aluísio Bórden
Enviado por Aluísio Bórden em 03/11/2007
Código do texto: T721468

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluísio Bórden
Teresina - Piauí - Brasil, 43 anos
233 textos (10685 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 03:51)