Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ERA A HORA SEXTA

ERA A HORA SEXTA
Victor Jerónimo

Era a hora sexta,
Um dia negro, como breu
Luzes brilhavam
e cegavam
o homem.

Naquele dia negro, como breu
os viajantes
estavam atemorizados
pois  não viam
o horizonte.

Luzes brilhavam
amarelas e pálidas
furando o breu,
Das vidas
errantes.

E cegavam
as almas perdidas
que nessa hora
se aventuraram
nas ermidas.

O homem,
Esse cego errante
rejubilava
por mais sangue
ter vertido.

E a hora sexta, terminou.
Victor Jerónimo
Enviado por Victor Jerónimo em 31/08/2006
Código do texto: T229348
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Victor Jerónimo
Recife - Pernambuco - Brasil, 69 anos
83 textos (5832 leituras)
2 áudios (30 audições)
4 e-livros (179 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/02/18 19:26)
Victor Jerónimo