Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Furtivamente no Riacho

Escrever é necessidade
Para escapar medos
Fugir da racionalidade
Desbravar segredos
Que nem mesma sei
Mas saltam às vistas
Quando, de tudo, me cansei
me atirei no riacho, sem deixar pistas

Fui tão longe
Ninguém me viu
Como a meditação de um monge
Que com o manto da poesia se cobriu

Abandonada. À deriva.
Fiquei. Tão boa ignorância.
Aminésia criativa
Permitindo minha reentrância

O riacho é de papel
Choro o seu tecer
Ancoro. Construo o meu ilhéu.
Eu só preciso escrever.

Alina
Enviado por Alina em 23/09/2007
Código do texto: T664845

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Alina
Capão da Canoa - Rio Grande do Sul - Brasil, 28 anos
14 textos (219 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 19:50)
Alina