Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AINDA HÁ TEMPO

Ainda há tempo
de celebrar a vida
e de saudar a estrela que brilha
na noite do teu coração.

A madrugada dos teus sonhos
já se avizinha...
Vê que ainda tens um raio de sol
a teu favor.

As tuas saudades de ouro e prata
refulgem,
estendidas em remansos tardios.

Ainda tens
alguns grãos de areia,
escoando a vida em silêncio.

Há tempo
- não se sabe o quanto -
de erguer os castelos
que ainda te faltam para habitar.

Por isso o tempo urge.

Ainda há poesia em teu olhar.
Isso, apenas isso te basta
para recomeçar.

Hoje, agora,
ainda há tempo.
Por que esperar?

 







José de Castro
Enviado por José de Castro em 28/10/2007
Código do texto: T713001

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José de Castro
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 69 anos
2311 textos (691256 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 09:32)
José de Castro