PALAVRAS NUAS

 

Nossas palavras sensíveis aos desejos,

nuas, soltas ao vento...

Desnudam-nos o querer em todo o ser...

 

Se cruzam, se roçam e embaraçam,

no pulsar delirante do pensamento...

Se adorar é do ser, um Divino querer...

 

Porque não dizer, com palavras...

Se te quero...

Por tanto que te adoro..? .

 

Te escrevo mil poemas...

Poesias de versos infinitos...

E não me bastaria o escrito...

 

Para expressar o que sinto...

Se só uma palavra descreve...

Todo sentimento oculto...

 

Como um oásis no deserto...

Que a sede me sacia...

E abranda da areia, o calor...

 

A miragem do teu corpo...

Onde faria minha ceia...

De tua boca um beijo ...

 

Misturado à palavra engasgada...

Que a minha balbucia, anseia...

Amor..!

 

Bene

Benedito Oliveira
Enviado por Benedito Oliveira em 06/08/2022
Reeditado em 06/08/2022
Código do texto: T7576083
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2022. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.