Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Veredictos

I

Esqueço quen sou
Por um instante, noutro,
Me recordo quem fui
No emaranhado do meu ser
Cada qual com uma faceta,
Encoberta ou mascarada
Mas, todas fazem parte
Do que eu sou

Na eloquência dos fatos
Me perco no meio de mim
Uma sobrepõe a outra,
Numa luta constante
Vence a mas forte, a
Que reina, impera o meu Ser .
Há que venceu é a que
 Eu sempre fui ou
Esteve ali no canto,
A  apreciar-me e
Confundir-me como sou.

( este poema é parte integrante do livro VEREDICTOS que irei lança-lo em breve.)
Rubens Holanda
Enviado por Rubens Holanda em 01/12/2007
Reeditado em 04/06/2008
Código do texto: T761091

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rubens Holanda
Maringá - Paraná - Brasil, 34 anos
26 textos (884 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 20:47)
Rubens Holanda