Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ETERNAMENTE

Morto o poeta,
a voz se cala.
O poema vive e fala.
Sal
Enviado por Sal em 10/04/2006
Código do texto: T136648

Comentários

Sobre a autora
Sal
Marília - São Paulo - Brasil, 82 anos
507 textos (49198 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 07:35)
Sal