Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As estrelas da varanda...

Euna Britto de Oliveira
www.euna.com.br




No céu que avisto da varanda,
Observo as estrelas...
Algumas me dizem seus nomes.
Para mim, todas elas são fomes:
Fome de se dar a conhecer,
De dar a conhecer seu território sagrado,
Sua estatura, sua estrutura,
Suas probabilidades de serem ou não habitadas,
De passarem por estrelas, mesmo sendo planetas...
Fome de brilho, desejosas de contemplação!...
E minha curiosidade
Habilitada para ser satisfeita
Apenas com cenas da terra...

Minha avó materna tinha uma constelação de afilhados.
Pretinhos, branquinhos, pequenos, grandes...
Eram tantos que chegavam a sua casa na fazenda,
A lhe pedirem a bênção:
— “Bença, madinha!”
Falavam assim mesmo, erradinho,
Do jeito que é a língua na roça.
Era como se ela fosse uma lua
Com atribuições de sol!
Só pra lembrar o grau de atração de minha avó,
O grau da atenção de Deus para com ela!
Lembro-me, em especial, de um de seus afilhados.
Chegava montado a cavalo,
Um cavalo que não era branco.
Roupa branca,
Dentes brancos,
Sempre sorridente,
Sempre portador de boas notícias!...
Tudo era branco em sua pele negra,
Inclusive sua alma!
Eu adorava sua visita
E o bem que sua presença fazia a toda a freguesia...
Minha avó  estava sempre muito ali para todos os seus afilhados,
Não os negligenciava,
Mas parece que esse era o afilhado que ela mais esperava!...
Ele trazia alegria!

De vez em quando, dou umas viajadas,
E vou tão longe, no tempo...
Vem, ausência de minha avó,
E me traz de volta para o presente!
Euna Britto de Oliveira
Enviado por Euna Britto de Oliveira em 11/06/2008
Código do texto: T1030085
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Euna Britto de Oliveira
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
995 textos (37988 leituras)
6 áudios (365 audições)
12 e-livros (693 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/11/19 22:40)
Euna Britto de Oliveira