Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vida de uma prostituta


  Nas esquinas de grandes avenidas transitavas,mini,botas

  coloridas,coxas amorenadas, seios à mostra,rebolavas.

  Carros passavam em velocidade em direção ao centro para

  mais uma noitada na cidade,e buzinavam.

  Alheia aos sarros,buzinas e palavrões,rebolavas.

  Teu cotidiano é a noite,qual mariposa em busca de luz.

  Neon,lua cheia,algazarras,este é teu mundo,tua farra,teu

  ganha pão,então rebolavas.

 
  Vez ou outra estaciona um carro,és abordada...

  - bebum inútil e safado.

  - velho maconheiro desgraçado.

  - executivo viado.

  - garotos pretendendo fazer amor de graça,porqueiras.

  - moço acanhado,bem trajado,convite aceito.

  Já no apartamento,muitos amassos,beijos e passadas de mão.

  O moço trêmulo,tímido tira tuas e suas vestimentas,mas

  chegado o momento...broxa,e treme,e afrouxa.

  Filhinho de papai de orgulho ferido,abre a gaveta da

  escrivaninha. Silêncio fatal. Bandido.

  Foi só um tiro,já não rebolas,mulher encantada,estás

  morta.
     
Maurélio Machado
Enviado por Maurélio Machado em 09/02/2006
Código do texto: T109763
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Maurélio Machado
São Bento do Sul - Santa Catarina - Brasil
9733 textos (1830568 leituras)
2 áudios (1232 audições)
101 e-livros (6641 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/04/21 00:51)
Maurélio Machado