Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vem!

Vem! Mas não terás café na cama todas as manhãs, ao acordar.A monotonia suprimirá nossa espontaneidade e a nossa paixão.

Vem! Mas não recitarei poemas todas as tardes. Meu estro já é escasso e o coração pouco palpita.

Vem! Mas não nos amaremos todas as noites. Nossos corpos não suportarão tanta ardência, tanto desejo pulsando em nós.

Vem! Que todas as manhãs, todas as tardes e todas as noites, mesmo com a monotonia; a escassez dos meu estro e a exaustão de nossos corpos, eu te farei FELIZ!
João Paulo Gaspar
Enviado por João Paulo Gaspar em 13/04/2006
Código do texto: T138396
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
João Paulo Gaspar
Acopiara - Ceará - Brasil, 32 anos
54 textos (4135 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/04/21 06:55)
João Paulo Gaspar