Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
ALÉM DO CÉU

Compreender o mundo em sua plenitude;
em seus recortes estanque;
em sua estranha e doce melodia;
é dificil apreender a complexidade que nos cerca;
reconhecer-se nos topos dos arranha-ceus;
No sangue jorrado das vítimas ,
estranho mundo de assimetrias simétricas, idiossincrazias, sutilezas;
Num jardim de flores que exalam cheiros de vida e de morte;
uma estranha dialética, um estranho movimento
é dificil compreender-se no mundo- estranho mundo ;
cercado por ameaças diversas, deveras desafiador é o ato de estar vivo;
esquecemos que nascemos para a morte;
compreender o mundo em toda sua complexidade,
objetos e objetivos perto ou distantes;
reconhecer-se a si e aos outros num ambiente onde o que vale são os papeis, os títulos, a propriedade e não o conhecimento de si;
maquinas desejantes, pulsantes instigados pelo afã de ser alguma coisa;
E na morbida escalada do ser o rebanho degrada os ambientes ecologicos,
psicológicos;
E a patologia segue surreal ;
como num quadro de Dali, de Picasso,
E concreto como um muro;
mas ao olhar para o céu, azul límpido me perco na simplicidade;
Em meio a complexidade do meio humano;
e sobrevivo como ser, em minha plenutude, me alegro em saber que a vida é simples, mais simples do que imaginamos,


 
ZÉ MANE
Enviado por ZÉ MANE em 27/05/2009
Reeditado em 13/06/2014
Código do texto: T1617177
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
ZÉ MANE
Porto - Porto - Portugal
824 textos (33277 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/09/20 23:39)
ZÉ  MANE