Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Les Grosses Pomes

Les Grosses Pomes
20 de maio, 1993


Tutti frutti de arte.
Imagens no liquidificador
- os segredos de Cazuza.

Girassóis e lírios de Gogh
+ as maçãs de Cézane.
Assim, muito dólar. Ouro. Ouro!

Arte, solene prostituta
da nossa moderna sociedade civilizada.
Falo desse arte/escrava
que seduz o orgulho megalomaníaco
de quem gasta milhões
como se comprasse um sorvete.
Bom, que importa dinheiro?
Dinheiro não é nada mesmo.
Um pobre fedorento, ou
um rico apodrecido tem o mesmo
brilho no olhar quando
a moedinha dourada brilha
ao lindo poente do mês de agosto.
Brilha o teu olhar e o meu.
Dinheiro.
É só uma ilusão de segurança.
Posso ter os girassóis de Gogh
por uns míseros tostões
- se tiver sorte, recorto-os
de uma revista.
Terei os lírios e os pomos.
Quanto perderão de sua beleza
por serem apenas uma cópia?
Puta que nos pariu!
Onde está um bom remédio
para enterrar esse ego
que pensa tudo saber/conhecer?

As Grossas Maçãs
custam o valor de quem as plantou
E regou e colheu.
E um quadro tem também seu valor.
Quanto?
Ora, ora, pinte um...


* Les grosse pomes: quando de Paul Cezane.

César Piscis
Enviado por César Piscis em 18/06/2009
Código do texto: T1654310

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
César Piscis
Estrela - Rio Grande do Sul - Brasil, 56 anos
781 textos (15306 leituras)
58 e-livros (402 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/20 23:30)
César Piscis