Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DOS CAMINHOS DESANDADOS

E o bonde da vida
leva a gente,
leva
E a gente vai
a mercer do dia-a-dia
Nosso amar, nosso querer,
esse levar anestesia
e a gente esquece de lembrar
dos sonhos
da leveza dos seres
que tocaram a gente
com mãos de amor e carinho
A gente toma o lotação, lotado,
e ainda assim, segue sozinho
com o Eu entrecortado
por muitos descaminhos
Caminhos que se quis singrar
mas, pela guia da condução
acabaram por descaminhados
e desencaminhados
Caminhos desandados
que volta e meia
aparecem como transversais
da via principal
em que o nosso bonde trafega.


D.V.
28/09/03

Copyright © 2003-2009 Dulce Valverde
All Rights Reserved
DULCE VALVERDE
Enviado por DULCE VALVERDE em 06/06/2006
Reeditado em 24/07/2009
Código do texto: T170195
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
DULCE VALVERDE
Estados Unidos, 49 anos
402 textos (11477 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/04/20 21:07)
DULCE VALVERDE