Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

À Doralice

Tenho que te dizer: amo o teu jeito de dançar. Comecei assim, primeiro, pelos teus pés rodopiando com lindas sapatilhas cor de rosa, depois, pelo teu maiô azul piscina que alongava o teu corpo salientando as tuas curvas. Os movimentos suaves do teu balé me deixavam alucinado e eu acabava sonhando, todas as noites, que estava dançando contigo e te carregando pelos ares. Creio que posso comparar as tuas belas pernas a um par de pincéis, encharcado de tinta colorida, que é exatamente do que me lembro todas as vezes que te olho alçando alguns voos diante da grande sala de espelhos dourados. E alguns minutos depois, o que se viu foi a mais linda série de obras de arte que já se produziu, até mais bela que toda a valsa Vienense. Eu sei, você ainda não sabe desse romance e, por isso, até entendo que saia com aquele rapaz, que dance com ele, que o beije e até que durma ao lado do sujeito. A tudo isso, um homem suporta a dor. O que ele não suporta, é a falta de poesia. Então eu te peço, minha Dora, não me ame, não me deseje, não saia e muito menos case comigo. Veja bem, Dora, me ignore, só não pare de dançar, meu bem.
Souzalli
Enviado por Souzalli em 06/04/2010
Código do texto: T2179925

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Souzalli
Curitiba - Paraná - Brasil
70 textos (2498 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/03/20 08:28)
Souzalli