Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Encolher

   Seria essa a terrível tendência das coisas? Quando era pequena, tinha duas pintas no braço que eram bem próximas, era quase impossível notar que havia duas, mas eu sempre soube da segunda pequenininha. Agora, quando olho para o meu braço, vejo as duas distantes, afastadas. Relationships change, evolve. Será esse o significado de evoluir? Será que de fato, todas as coisas na vida simplesmente, se afastam?
   Talvez seja um erro dizer que sim. Se olharmos ao nosso redor, ao redor de cada um de nós, em situações e ambientes diferentes, acharemos sempre a mesma situação de distanciamento de tudo. Pessoas, coisas, fatos, sentimentos. Tudo se perde, nada se renova. É triste ver como tudo o que nos foi ensinado é mentira. Não estou negando os benefícios da reciclagem do papel ou do plástico, longe disso! Ainda acredito que o planeta possa ser salvo do aquecimento global, mas, quem sou eu para acreditar em uma raça tão pouco evoluída? Sim, pouco evoluídos são os seres humanos. Não me refiro apenas à imprudência que se decorre com as ações destrutivas à natureza, digo porém que os homens são pouco desenvolvidos quando se trata do coração.
   Somos todos emocionalmente instáveis e distantes, não apenas um dos outros, mas de nós mesmos. Incapazes somos de conseguir saber o que queremos e como vamos fazê-lo, tanto é que precisamos pagar terapeutas ou psicólogos para tal. É irônico como buscamos a felicidade sem ao menos saber o que nos faz feliz. Muitos de nós sabem como a família, amigos ou trabalho o fazem felizes, porém ninguém nunca é completo, jamais foi ou será. Talvez seja por isso a incansável busca por um amor perfeito. Ingênuos são aqueles que acreditam que pode-se atingir a felicidade, o intangível, apenas com a presença de outro.
   Seres humanos são animais que precisam de contato social. Já foram feitas pesquisas onde pessoas foram isoladas da sociedade, muitas cometeram o tangível, suicídio. Não nego o fato de termos sim que viver em sociedade, que devamos estar perto de pessoas, e ter o contato humano. O essencial porém, que poucos sabem, é que jamais devemos nos apegar. Toda aquela história de que depois da morte, nada do que é material fica é verdade. E não se aplica apenas ao destino trágico de todos, mas também as relações interpessoais. Não nos apegai, só assim serás livre da distância.
Stephanie Correia
Enviado por Stephanie Correia em 25/02/2007
Código do texto: T392516
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Stephanie Correia
São Paulo - São Paulo - Brasil, 29 anos
71 textos (3490 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/10/19 10:38)
Stephanie Correia