Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOBRE O MENINO E A FLOR


Parte I

Quando ele passou...ela pôde ouvir os seus passos..
Era um menino ,nada demais.Trazia as mesmas cicatrizes que muitos outros meninos, provavelmente resultados das inquietudes de sua infância.
Ela, alma de andorinha, sonhos de menina, singeleza de flor.
Desde quando sentira as dores de ser real e sofrera as penas de ser mulher...jurara trancar-se em si.mesma, onde ninguém a pudesse ver.
E estava certa disso.
Não sabia a origem dessas dores, dos temores, dos desamores, dos terrores...
Ora! Agora , nem ela mesma sabia.Mas Shakespeare,em Hamlet,com todo o seu (des) entendimento sobre o amor ,concluíra que "há mais coisas no céu e na terra do que sonha a nossa filosofia".
Não conseguia entender..mas conformara-se em ser assim; ora fingindo ser feliz, ora demonstrando ser insensível, protegida, dona de si!
Pelo tempo que estivera ali, alguns jardineiros tentaram convencê-la a mudar...que flor teimosa ela era! Tão apegada aos ranços de suas amarguras de quando broto!
Sentia ainda os tormentos antigos que apunhalavam suas pétalas e pior :a alma...
Aquele parecia ser um fim de tarde comum. A flor escondera-se completamente em uma de suas facetas: era apenas uma garota como outras...quieta a cumprir sua rotina.Ouviu passos estranhos, leves, como de quem é feito de ternura...inclinou-se para ver quem era o dono de um cheiro tão bom.Não era um homem, não ainda! Parecia ser..mas era um menino.Olhinhos inquietos, sorriso tímido.
Não se deteve e pôs-se a observá-lo mais e mais...
Durante os dias que se seguiram , o menino esteve por lá...Havia percebido seu poder sobre a flor ou também se encantara ?
A flor não sabia dizer...Mas esperava todos os dias pelo momento em que ele chegava, pelo momento em que o sol se despedia pra deixar a noite amenizar as chamas do dia claro e cansativo e trazer a ternura e o frescor nos corações que choram.
Eles se tornaram cúmplices.Sorriam juntos e tinham um pelo outro o cuidado de quem ama.O menino cheio de novidades para alegrar e acalentar a flor.Sempre tão lindo, sorridente , com voz de poesia.Quando adormecia , a flor sonhava ..sonhava ser menina e brincar ao lado dele. E era tão bom....porque era infinita a ternura que sentiam juntos.
Nunca vira menino mais lindo..mais doce...Ele tocava a flor com dedos leves, nunca a machucara e ela há muito não se sentia assim: tão bem cuidada!

by florbelissima


Nádma Silveira
Enviado por Nádma Silveira em 10/03/2007
Código do texto: T407422

Comentários

Sobre a autora
Nádma Silveira
Guanambi - Bahia - Brasil
9 textos (630 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 07:05)
Nádma Silveira