Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Noite

Peculiaridades humanas.
Falso moralismo.
Pregações de um falso eu.

Eu posso enxergar além desta máscara.
Idolatrada por alienados;
Comprados por banalidades materiais.

Este copo custa a secar.
Mas esta alma já farta;
Sabe das verdades deste mundo.

Não me iludo mais com palavras.
Sentimentos fajutos.
Ilusões de falso saber.

Este ódio que cultivo, brotou-se.
Há algum tempo; não por mim.
Mas talvez semeado em mim.

Eu sei; É o que me matará.
Mas me ensinou a sobreviver,
Há dias. Inconstantes de falsa alegria;

Como este.
P Silveira
Enviado por P Silveira em 30/09/2017
Código do texto: T6129268
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
P Silveira
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 30 anos
18 textos (486 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/20 14:08)
P Silveira