Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quem ???...
Mas quem morre...
De amores por alguem !?!.
Se propõem a arranca a dor de quem não tem.
A seca a lágrima de quem não chora..
A beijar os lábios de quem não beija.
A ganhar o coração.
Rugir de fome...
Chamar um nome...
Gritar e escrever no tempo...
-Vem para ser meu alento...
-Feito de sentimentos meus.

Tarcia Almeida.

...

Morrer de amor é para o fracos...
Morrer e viver nele...
Somente os poetas dão seu jeito...
Pois são fieis a ele.

Eles morrem e vivem nele...
Sentem abraço apossado de sentidos...
E tem um beijo daqueles...
Que alguns são um desastre.

E oscular o vácuo...
Assusta.

Quem morrer de amor...
Não temem o amor platônico...
O Ágape de ideais espirituais...
Nem Eros com sua orgia fisica...
Que deixa Philos a prevalecer...
Com sua lealdade no casto corpo...
E coração fechado.

Destes todos surgem...
Encaixes perfeitos...
De sentimentos e entendimentos...
No tempo das palavras.

Algumas chegam...
Precionam a razão...
E o cá entre nós...
Segue sua entrega.

E não é para novatos !!!.

Preso por vontade...
Os picos de felicidade...
Dor choro e beijo...
Dá aos que não sentem...
Seu segredo de busca.

Não pode existir...
Um grande talvez !?!...
Na busca por outro.

Como o morrer de amor...
Que apaixonado vira poeta.

Sem o mutuo desejo...
Do outro.

Romilpereira



















 
ROMILPEREIRA e Tarcia Almeida
Enviado por ROMILPEREIRA em 28/01/2018
Código do texto: T6239001
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
ROMILPEREIRA
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 57 anos
1875 textos (42468 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/10/20 02:28)
ROMILPEREIRA