Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Nossa Árvore
 
Carnaval
 
Mestre-sala
    Porta-bandeira
        Maestria
Poeta
     Poetisa
         Poesia

 

 
  Franscisco, meu “tridecanetoo”, este poema tenta mostrar o espírito do que chamamos de Carnaval - não sei se ainda existe isso aí pelo século 25 -, embora cada qual tenha sua própria visão do espírito a que me referi. Uns gostam do Carnaval por ser belo em si mesmo, eis o que Maurício de Paula disse a respeito: “Eu não gosto de pular Carnaval. Eu gosto de sê-lo. Diariamente”; outros, porque gera empregos, terceiros dizem que não gostam, mas sem ele não poderiam se refugiar quase uma semana inteira, portanto, gostam; em quarto lugar, por ser um ótimo negócio para o comércio do lazer, com preços sambando de prazer e, finalmente, pela lavanderia exclusiva para a ala de alegres contraventores de todo o tipo.  

    Um beijão para você, Francisco, do seu “tridecavovô”. Ah, não entendeu a lavanderia, hummm, então as coisas melhoraram muito! 
 
 

(conheça melhor Nossa Árvore, clicando aqui:
http://www.nossaarvore.prosaeverso.net/)


 
Cláudio Bertini
Enviado por Cláudio Bertini em 10/02/2018
Reeditado em 18/08/2018
Código do texto: T6250219
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cláudio Bertini
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 71 anos
15 textos (989 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/18 19:13)
Cláudio Bertini

Site do Escritor