Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ela era tempestade

Me responde:
Onde nos perdemos?
Será se foram palavras envenenadas?!
Será se foram amizades deturpadas?!
Te via
Espelho de minha vida.
Sentia
Que eras tu minha cia.
Perdia
Minha paz de todo dia. (e eu adorava)
E era feliz por ter você dentro de meu peito.
E era feliz quando sabia que entre nós havia respeito.
Antes, era desejo
Onde você era tempestade.
E banhar na chuva era minha felicidade.

Mas hoje, vejo.

A chuva o vento levou,
a água, que era muita, acabou.
E só restou o cheiro de terra molhada
E uma história não muito boa de ser lembrada.
Augusto Maia
Enviado por Augusto Maia em 14/06/2018
Código do texto: T6363747
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Augusto Maia
São Luís - Maranhão - Brasil, 32 anos
54 textos (1414 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/06/18 17:48)
Augusto Maia