Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Noite de Insônia

Noite de Insônia

Marilda de Almeida

Nas noites de insônia, fico ouvindo o tic tac do relógio, parece que o meu coração bate no mesmo compasso, minuto a minuto.

No silêncio do quarto o tic tac se torna alto, e me faz viajar no tempo e no espaço.

Faz pensar nos sonhos, nas ilusões e falsidades da vida, o que só agora vejo, o que deveria ter feito e não fiz, o que deveria ter falado e não falei....

Simplesmente me calei, perdi minha identidade, assumi uma vida que não era minha, somente por amor.

Mas, só agora as frases me vem em meio ao sono, como teria sido diferente se tivesse usado a palavra não , na primeira vez.

Talvez hoje eu não teria perdido a ilusão, a esperança e a crença no ser humano e no amor.

O tic tac continua, e vai se tornando terrível essa insônia, chega a madrugada e o dia vai clareando e eu aqui perdida ao som do tic tac e das agruras do coração sem conseguir enxergar o final desse túnel, que de alguma forma poderia ser a esperança de dias melhores.

O sono está chegando, mas logo é hora de levantar e com a graça de Deus recomeçar e agradecer por mais um dia de vida.

Sonhar e acreditar que um dia, tudo vai mudar, a felicidade ainda virá.

Marilda

10/12/2006
Marilda de Almeida
Enviado por Marilda de Almeida em 14/09/2007
Código do texto: T652858
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marilda de Almeida
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 59 anos
72 textos (2504 leituras)
1 e-livros (138 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 02:49)
Marilda de Almeida