Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando fala o coração!

Não importa de onde venho,
Se é de um ranchinho pequeno,
Na colina de pau a pique e sapé.
Pequena iluminada nascia,
Essa promessa bendita,
De mãe venturosa a esperar.
Encanto da casa, por ser mulher.
Sorriso alegre depois da dor...
Nove de setembro de quarenta e dois.
No berço aquecido colocada dormia,
Cantarolando, a mãe de olhos azuis.
Cuidada por todos com carinho,
Com prazer de ser companheira,
Mãe, num tempo que não sabia...
Os anos que viveria, tão valorosa,
Pronta a desafios, abençoada por "Deus",
Mãe, filha, Mulher!


Cilene de Castro Dano
Enviado por Cilene de Castro Dano em 15/09/2007
Código do texto: T653298
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cilene de Castro Dano
Presidente Prudente - São Paulo - Brasil, 75 anos
93 textos (5185 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 11:48)