Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Jacinto

     


     Era um olhar de horizonte
     Abrangente, como assinatura de Deus.
     E com a preciosidade das horas,
     Jacinto orava:

     Prá ter familia sadia
     Mulher muito caprichosa
     Filha que nem Maria;
     Amizade verdadeira
     Ter a utilidade da chuva,
     E sol que vem dar bom dia.

     E se não desse, daria
     Porque viver é conversar
     É diluir opinião.
     Sacramentar uma jura
     Andar de alma lavada,
     Com graça de ser Cristão

     Ouvia-se reza estranha,
     E palavras na contra mão

     O grito encantado
     Os olhos molhados
     Risos estridentes,
     A encabulação.
     O abraço bem dado,
     Um aperto de mão!

     Um dia houve grande felicidade
     Sentiu tamanha alegria
     Que ja não cabia no tempo
     E foi se deslocando leve
     Brincando igual pluma branca
     Sem procurar direção.

     Desnudou-se completamente no grande universo!

     Jacinto, negociava com Deus!


Jose Balbino de Oliveira
Enviado por Jose Balbino de Oliveira em 29/09/2007
Reeditado em 30/08/2009
Código do texto: T674052

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jose Balbino de Oliveira
Vitória - Espírito Santo - Brasil
421 textos (181222 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 21:03)

Site do Escritor